Entre o não querer e o precisar

Tá difícil. Não vou dizer que tá horrível, porque eu aguento. Sempre aguentei, não vai ser agora que vou falhar. Não posso. Mas que tá foda, tá. Escrevi em todos os lugares possíveis: "vou te esquecer", leio a todo momento, e quanto mais leio, mais fujo do esquecimento.
Eu preciso, mas não quero. Eu não quero esquecer dos dias que tudo parecia um conto de fadas, dos dias que seu sorriso era a coisa mais linda que eu poderia querer, que seus beijos eram o melhor sabor que eu poderia provar. Quero lembrar, lembrar a cada segundo de tudo. Porque foi algo tão bonito, tão sincero, tão.. amor. Eu não quero fugir do amor, não posso esquecer ele assim do nada. Mas daí eu lembro o quão idiota tu foi, o quão machucada eu fiquei. Aí eu digo e repito que você não vale nada, que vou esquecer e achar alguém melhor rapidinho, e.. eu te vejo. Meu coração dispara, mas eu ignoro. Minhas pernas falham, mas eu seguro. Meus olhos te focam, mas eu desvio. Foi apenas uma recaída, calma, isso não acontecerá de novo. E acontece. Ás vezes eu nem preciso te ver, lembro de você e tudo se repete. 
No fim eu admito, eu gosto de você. Apesar de tudo, apesar de todos, apesar dos pesares o que tá aqui dentro não vai sair facilmente. Talvez nunca saia. 


Escrito por Lara Olivera

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...