Me diz porque ainda leio romances e imagino que um dia toda aquela magia melosa possa acontecer comigo? Me diz porque vejo filmes adolescentes onde tudo que a mocinha destrambelhada quer acontece? Me diz porque fico imaginando que um dia eu possa ter um amor como esses que acompanho na ficção? Me diz porque fico sonhando mil e uma maravilhas entre nós, quando nada acontece disso realmente acontece? Melhor. Me diga porque ainda imagino que o amor algum dia não irá doer? Não irá me machucar, me fazer chorar, nem passar horas e horas relembrando e me corroendo com a memória de nós que nunca mais se repetirá. A resposta: sou uma idiota. Ou melhor ainda. Uma idiota eternamente apaixonada. 
Não importa qual é a pessoa, qual é o local, qual é o ano, qual a minha idade, imaginarei sempre o amor perfeito. Por mais que me quebre ainda mais por ver que nada disso é real. Apresento a você eu, uma idiota que acredita em contos de fadas mesmo nunca tendo tornado um real. Isso não mudará, pois não quero que mude. Posso parecer mais idiota ainda com esse gosto, mas prefiro acreditar que um dia possa tudo se tornar real, a nunca ter tido sonhos e viver sempre sabendo que nada é pra sempre e falso. Prefiro sim, ser a idiota que por mais adulta que pareça, acredita em um amor de criança. Quem sabe, com muitas crianças renascendo em alguns corpos, conseguiremos o verdadeiro amor de novo.


"Rosas são vermelhas
Violetas são azuis
Você pode não saber
Mas eu também amo você.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...