A matéria do Eu e Você

Começo a ler a matéria, as várias equações fluem em minha cabeça, números de um lado, letras de outro. Terrível, eu sei. Se não me bastasse os números, as letras, os gráficos, me vem as lembranças. Como isso é possível? Em meio de tudo, seu rosto eu começo a desenhar em mente. A lembrar suas mãos nas minhas a me ajudar com os cálculos, como se com sua presença tão próxima eu conseguisse me concentrar. Mas tudo bem, você está aqui, e isso é o que me importa. Números? Gráficos? Letras? Não me importa. Ele domina minha mente. 
Acho que preciso mudar de matéria.. Mudo. Células, fotossíntese, isso manterá minha mente ocupada com certeza. As células são compostas por inúmeras organelas que... Seu nome está escrito na página. Pego a borracha rápido antes que a mente comece com tudo de novo, mas não sou tão ágil. Droga. Lembro-me muito bem, seus olhos estavam em mim aquela vez, estava nervosa. Para disfarçar, comecei a rabiscar algo qualquer e quando vejo aquele velho coração com a sua inicial já estava na página. Que ironia, não? Aquela velha risada sai com gosto, lembro das suas piadas idiotas, do seu jeito desengonçado, do seu cabelo bagunçado, da sua boca, do seu gosto. Você me venceu de novo. 
Tento história, mas ela me lembra a nossa. Tento geografia, mas ela me lembra o nosso clima. Tento física, e em meio de tantas fórmulas, aquela mais boba estava escrita no canto da página "eu+você=amor". Tento inglês, o i love you vêm e, nem preciso comentar o quanto te amo. Por fim tento redação, e olha no que dá. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...